quarta-feira, 16 de junho de 2010

Uma carta aos nossos leitores

Hello!

Sabem que dia é hoje? 16 de junho e isso quer dizer que hoje faz um mês que a Descapricho está no ar! Isso não é empolgante?

Obrigada a todas às leitoras pelas mais de OITO MIL visitas, 84 seguidores no Blogger, 97 seguidores no Twitter e todo o precioso apoio, incentivo, por todos os e-mails! Nós agradecemos a vocês, do fundo do coração, por tornarem o que a Descapricho é - um blog no começo, mas cheio de energia e empolgação e, claro, iniciativa. Sabe, há bastante tempo a revista Capricho fez uma lista de itens que tinha que seguir para ser a revista mais legal para adolescentes. Sem entrar em detalhes, vamos apenas dizer que foram desobedecidos. Mas podemos criar a nossa e nós exigimos que vocês nunca nos façam esquecer.



A Descapricho foi um projeto elaborado e criado pela gente - pela Equipe e outras garotas que não constam na lista das participantes, mas ajudam que é uma beleza (inclusive uma delas vai falar da Copa). Ele foi pensado mais ou menos em dezembro - não lembro o que aconteceu, mas lembro que estávamos p* da vida com a revista Capricho e começamos a falar de uma revista. Basicamente o velho argumento de "tá reclamando? faça melhor!" foi levado a sério - queríamos fazer BEM melhor. Queríamos uma revista para nós - adolescentes - com todas as coisas básicas e consideradas fúteis, mas também queríamos uma revista que lembrasse que não somos seres imbecis, massas não-pensantes. A gente pensa, poxa, e discussões sérias acontecem também - e aparentemente a CH estava se esquecendo disso.

Queríamos, inicialmente, fazer um site e o layout seria como se fosse uma revista que tivesse o botãozinho de virar a página e por aí vai. Mas, sabe, isso daria trabalho para gente, então arquivamos o projeto. Então em março, abril - por aí - a CH pisou na bola DE NOVO e começamos a falar de espalhar uma tag no Twitter. Alguma coisa bem legal - idéia dada por Barbie, se não me engano. Mas aí a gente lembrou que não temos exatamente muitos seguidores para fazer algo do tipo. E Barbie comentou: se tivéssemos a Descapricho...

Foi o que acendeu de vez o pavio da vela. Começamos a trabalhar nisso de novo, agora já pensando em um blog, em vez de um site. Um passo de cada vez.
Depois de muitos e muitos dias debatendo e discutindo, abrimos o blog :)

Essa é a nossa saga que vocês já devem conhecer. Nada de inovador, eu entendo.

Enfim, eu queria muito relembrar várias coisas. São conceitos que tentamos trabalhar na Descapricho (eu sei que se fala o Descapricho, mas sabe como é,

era pra ser uma revista e) e temos que repeti-los TODA HORA. Sabe, água bate tanto que a pedra afunda? Algo assim? Enfim!



• Liberdade. SEMPRE. Além de democracia - nós que escrevemos, mas escrevemos pra vocês. Não é um favor que estamos fazendo, é algo que DEVERIA existir sempre. Lembrem-se: serem tratados como pessoas normais é o MÍNIMO que toda forma de mídia deveria fazer. Ao tratarmos vocês como PESSOAS, não estamos fazendo mais do que a nossa obrigação. Então, garotas, eu entendo vocês quando nos mandam recados nos chamando de "divas" e coisas do gênero. Nos sentimos orgulhosas quando recebemos algo assim, adoramos ler, adoramos ficar nos achando a última Coca-Cola no deserto. Mas... não somos nós as divas. Porque quem compõe esse blog mais do que nós, são as pessoas que lêem, as pessoas que divulgam, as pessoas que colaboram - vocês. Se não fosse as meninas no Twitter para dizer "hey, estou lendo Descapricho!", esse blog não faria metade do sucesso. Se não fosse vocês, esse blog sequer existiria, podem ter certeza.

Então antes de nos chamarem de divas, se olhem no espelho e digam: EU sou a diva, dá licença?
Aí depois você entra no Orkut e fala que ama muito a gente, eu adoro, fico me achando a maioral e

• Diversidade. Um dos meus maiores medos em relação à Descapricho é se nós - querendo ir na contramão das revistas teens - ficarmos na outra ponta, agindo como uma mídia igualmente ditadorial, só que do lado inverso. Penso que é pouca a probabilidade: as garotas que compõem são diferentes demais para que a gente consiga ficar numa só direção. Mas mesmo assim eu gostaria de reforçar isso: nunca, NUNCA se sinta obrigada a pensar na gente. Apesar de a gente acabar "falando pelas garotas", isso não quer dizer que nós realmente representamos vocês. Tipo, opiniões diferentes existem. Cada um tem seu gosto, religião, cor, tudo diferente. Não dá pra pegar uma massa imensa e dizer: "garotas, ajam assim, ponto". No meu último post, sobre Xtina e etc, Lucas disse:

"Mas, criando um blog, dando dicas de como ser o contrário, ensinando a como se vestir de forma diferente das "modinhas" (que palavras horrenda), vocês não estariam criando seu próprio estereótipo? Quam sabe essa contradição de vocês seja aceita pelo público feminino adolescente atual, assim, todas as garotas do planeta iriam seguir os critérios dados por vocês, imaginem que todo mundo quizesse seguir seus ideais, valores e o que é realmente importante para vocês como: ler mais livros, discutir política, senso e etc.
A ideia de vocês se propagaria e viraria mais uma espécia de "modinha"."

Eu entendi. Eu também fico com medo disso. De irmos num extremo demais e perdemos a noção da realidade.

Então o que eu quero lembrar é: somos sete garotas. Cada uma pensa de um jeito diferente e os posts vão refletir isso. Não somos mais nada que isso, apenas sete garotas. Portanto eu peço a vocês que quando vocês vierem aqui e começarem a ler o nosso querido blog, leia com o mesmo senso crítico que lê os livros, revistas, etc. Queremos fugir de "um padrão" e sim atender a TODAS as garotas. Isso é impossível, tecnicamente, mas é capaz de conseguirmos atender a 99,9% das garotas. A nossa opinião tem o mesmo valor que a sua opinião. O fato de termos um blog de relativo sucesso (ele é novo ainda!) nos ajuda a pesquisar mais pra saber das coisas, mas não dá a nós o direito de impor nada sobre ninguém. Então, por favor, se você discordar de qualquer coisa, sinta-se à vontade. O blog é seu.

E eu ia falar do bom senso, mas eu confio tanto na sociabilidade entre as garotas, nunca vi briga, nem discussão. Faz pouco tempo e nem teve ainda posts realmente polêmicos, mas mesmo assim eu acho as leitoras e leitores daqui tão, mas tão civilizados... eu vou me decepcionar quando (se, espero que não) rolar baixaria.

Está realmente cedo pra caramba pra fazermos isso, mas...

Primeiro uma enquete. Qual foi o assunto que você mais deseja uma boa matéria? Desculpe a falta de opções, eu estava sem criatividade.


Enfim. Realmente perdão - o post pode estar sem graça. Estou passando por entraves pessoais que estão bagunçando toda minha rotina e lamento não poder fazer algo melhor. E eu tenho uma notícia triste. Hoje é meu último post na Descapricho. NÃO, não definitivamente. Relaxa. Ninguém brigou, nem vou me matar. É só porque eu vou mudar de casa e se vocês já se mudaram, devem saber que a vida vira uma bagunça. E mesmo não decidindo ainda o dia exato, eu não me sinto bem em continuar com um compromisso que posso não conseguir manter. Então, por enquanto, eu ficarei sem postar. Continuarei ativa enquanto puder, enquanto eu morar aqui e tiver internet e tal. Aí eu me mudarei e notarão minha falta (assim eu espero!). E quando conseguir ajeitar as coisas pra ter, ao menos, internet, eu volto com tudo! Então torçam pra dar tudo certo nessa mudança, ok?

Vamos continuar mantendo o compromisso de um post por semana. Nós desejamos isso - mas por favor sem xingar caso dê problema. Nem sempre é possível e acontecem imprevistos, como a minha mudança =/

Enfim, garotas, até ~ o meu próximo post não-sei-que-dia ~
Um beijo e, por favor, curtam bem o recesso escolar. Quer dizer, quem tiver esse recesso de São João rs

Que passem um bom inverno e uma ótima Copa do Mundo - pra quem gosta. Pra quem não gosta, err, faça outras coisas: vejam só, a terceira temporada de True Blood já começou! Quem ainda não viu, veja a primeira e segunda. Além disso depois do post de Bárbara sobre baixar coisas, NÃO TEM DESCULPA você morrer de tédio nas férias na frente do pc, né?


10 comentários:

  1. parabéns pelo post, lunaa, e votei na matéria da áfrica do sul pra nossa querida joalecrim (podia revelar nomes? -q agora já foi né)realizar um sonho de infância... se é que aquele projetinho de gente já passou dessa fase... enfim, PARABÉNS DESCAPRICHOO, beijoss

    ResponderExcluir
  2. Parabéns para a Descapricho o/ Que esse seja o primeiro mês de muitos que viram ainda! -s

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pra todas as meninas do blog e pras leitoras tbm (ia escrevendo leitoas ¬¬')
    Eu votei sobre um post da Copa do mundo, mas falem do jogadores mais gatos tbm, tipo Fernando Torres *ADORO* 8DDD
    E sentirei saudades dos seus posts Luna, espero que você volte em breve :D
    Beijos ;*

    ResponderExcluir
  4. Parabéns pelo um mês do blog! Que continue por muitos e muitos outros.
    "água bate tanto que a pedra afunda"
    Seria "água mole em pedra dura tanto bate até que fura"?
    Sentiremos falta dos seus posts por enquanto, Luna. espero que as coisas se normalizem logo. Boa sorte!

    ResponderExcluir
  5. AEAE,nosso bebê já tem um mês -q

    remos sentir sua falta Luna.

    ResponderExcluir
  6. Parabéns para a Descapricho!! Que esse seja o primeiro mês de muitos que viram ainda! + 1. Nem conheço vocês, só a thaís, mas concordo com tantas coisas que vocês dizem que é como se conhecesse e já tenho um carinho por vocês também.
    Boa sorte na mudança, eu sei como isso pode ser chato (já me mudei de minas pra pernambuco), mas espero que volte tudo ao normal logo! Com certeza vou sentir falta dos seus posts.

    ResponderExcluir
  7. UM MÊS DE DESCH, YUUUP!!!! <3

    Luna, com certeza sentiremos sua falta! :)

    ResponderExcluir
  8. EEEEEEEEEEEEEE UM MES E *-*
    Enfim, adorei o post, mesmo, e concordei em absolutamente tudo que você escreveu em 'Diversidade'. Se criticássemos as revistas pelos estereótipos que criam, e criássemos nosso próprio estereótipo, seríamos muito hipócritas. :/

    E siim, Luna, sentiremos sua falta! *-*

    Beeijos :*

    ResponderExcluir